Rotas

O Japão é aqui.

17/01/2019

Preparamos um roteiro cheio de riquezas e magia da cultura japonesa dentro de Curitiba.

Tradição nipônicas, sabores e os mangás para explorar em Curitiba.

Japantown. Modelo: Marilyn Ribas. Fotógrafo: André Sanches

Japantown. Modelo: Marilyn Ribas. Fotógrafo: André Sanches

Em 1908, quando os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao Brasil a bordo do navio Kasato Maru, parecia improvável que duas culturas tão diferentes pudessem conviver tranquilamente. Hoje, as tradições desse povo estão tão naturalizadas no nosso dia-a-dia, que é possível experimentar um pouco do Japão sem sair de Curitiba.

A cidade está cheia de pequenos tesouros que traduzem e carregam toda a beleza da cultura oriental. Por isso preparamos este trajeto com xx pontos, para você passear com muita histórias, provar sabores inesquecíveis e curtir experiências de tirar o folego!

Então, prepare a bateria extra no bolso, pois será difícil escolher um só local para fotografar ou filmar cada experiência deste roteiro.

Vamos começar ?! 🙂

  • 1Mercado Municipal
    Mercado Municipal

    Inicie o roteiro pelo Mercado Municipal, localizado no centro de Curitiba. As primeiras famílias de imigrantes japoneses, que chegaram por aqui nos anos 1930, trabalhavam com agricultura e comércio. Não demorou para que eles migrassem suas quitandas e casas de secos e molhados, das feiras livres para o Mercado Municipal.

  • 2Mercearias de Produtos Típicos Japoneses no Mercado Municipal
    Mercearias de Produtos Típicos Japoneses no Mercado Municipal

    E até hoje eles estão presentes no Mercado Municipal, onde você encontra produtos típicos, nos quais você pode levar para casa sabores vindos diretamente do Japão e você ainda encontra uma loja que vende quimonos super tradicionais. Reserve 1 hora para conhecer e prossiga para o próximo ponto da rota.
    Mercado Municipal |Segunda: 7h às 14h Terça a sábado: 7h às 18h | Domingo: 7h às 13h.

  • 3Praça do Japão
    Praça do Japão

    A Praça do Japão, localizado no Batel , é um jardim de Kyoto cravado entre duas grandes avenidas e cercado de vários prédios. Inicie a caminhada pelo Portal Japonês, (vale uma foto deste portal), você irá observar que a praça é repleta de cerejeiras, que foram presenteadas pelo próprio império japonês, para acreditarmos que estamos no Japão.
    Caminhe tranquilamente entre os lagos cheios de carpas, ouça o barulho das cascatas e siga até o próximo ponto .

  • 4Lanterna na Praça do Japão
    Lanterna na Praça do Japão

    Enquanto passeia, repare nos detalhes: nada está aqui por acaso. Como a lanterna esculpida em pedra, que fica em um dos lagos da praça. Ela é um elemento muito comum nos jardins japoneses e representa os 50 e 100 anos de imigração japonesa no Brasil, um presente da cidade de Hyogo para Curitiba.

  • 5Buda na Praça do Japão
    Buda na Praça do Japão

    No centro deste outro lago, um Buda medita calmamente. Mais do que representar uma das religiões mais populares entre os japoneses, a estátua marca a irmandade entre Curitiba e a cidade de Himeji.
    Continue caminhando pela praça que você encontra:

  • 6Escultura da Paz Nº 30.31 da Paz na Praça do Japão
    Escultura da Paz Nº 30.31 da Paz na Praça do Japão

    A Escultura da Paz, feito no granito pode passar despercebida em um primeiro momento, mas ela também carrega um significado muito forte. Baku Inoue, um artista plástico japonês, fez essa obra em referência a bomba de Hiroshima, para simbolizar a urgência da paz entre as nações.
    Ótimo local para sentar e ouvir os pássaros desacelerar um pouco do dia a dia.
    Seguindo em frente você vai ver :

  • 7Memorial da Imigração Japonesa na Praça do japão
    Memorial da Imigração Japonesa na Praça do japão

    O Memorial da Imigração Japonesa chama a atenção por sua arquitetura tradicional. O monumento é uma réplica do Templo Dourado de Kyoto, templo zen-budista folheado a ouro, um dos mais famosos no Japão.
    Antes de entrar no memorial olhe para o topo do telhado, há uma garça feita de bronze, igual a do templo original no japão, um presente dado por nossa cidade-irmã, Himeji.
    Endereço: Avenida Sete de Setembro, 5170| Batel

    Preparado para o próximo ponto? Saindo da praça, vá para o bairro do Portão.

  • 8Escultura Tomie Ohtake
    Escultura Tomie Ohtake

    Na frente do Portal Cultural- Museu Municipal de Arte (MuMA) a escultura, sem título, pode passar batida em um primeiro momento, mas ela é uma obra de Tomie Ohtake. A artista japonesa, naturalizada brasileira, está entre os maiores nomes da arte contemporânea. Este seu trabalho foi instalado em 1996, a obra tem onze metros de altura e celebra o centenário da amizade Brasil-Japão.
    O espaço onde está a obra, possibilita tirar fotos de vários ângulos diferentes. Não seja tímido, quanto mais extravagante, mais divertido será.
    Endereço: Av. República Argentina, 3430,|Terminal do Portão

    Próxima parada: o almoço. Humm!

  • 9The Coffee
    The Coffee

    The Coffee, é uma cafeteria inspirada nos espaços minúsculos dos estabelecimentos do Japão, chama a atenção pelo seu tamanho estreito e pelo serviço que é super prático "grab and go", onde você escolhe o seu café quente ou gelado pelo tablet, passa o cartão e o atende entrega o café.
    Endereço: R. Prudente de Moraes, 1.227| Batel |
    Segunda á sexta das 07:30 -18h | Sábados 12h - 19:30

    Saindo do The Coffee, siga para o Rebouça no:

  • 10Itiban Comics Shop
    Itiban Comics Shop

    Itiban Comics Shop não é apenas o melhor lugar para se comprar quadrinhos, mas também tem um belo acervo de mangás dos clássicos aos mais recentes. Aproveite a visita para falar com a dona e curadora da loja, a Mitie Taketani. Com alguns minutos de conversa, é certeza que você vai sair com ótimas recomendações de leitura.
    Endereço: 
Av. Silva Jardim, 845 |Rebouças |
    Segunda a sexta: 10h às 19h |Sábado: 10h às 17h| Telefone (41) 3232-5367

    Próxima parada:

  • 11Centro Ásia Tomodachi
    Centro Ásia Tomodachi

    No Centro Ásia Tomodachi, você encontra palestras, cursos de línguas, mangá e origami. Se quiser apenas conhecer um pouco dessas práticas e trocar uma ideia, no sábado na hora do almoço e prove o udon (um macarrão grosso servido como sopa) que eles fazem.
    Endereço: R. Mal. Deodoro, 1418 |Centro| Segunda e quarta-feira: 13h30 às 18h.
    Terça, quinta e sexta-feira: 13h30 às 19h30 |Sábado: 08h às 18h | Telefone: (41) 3022-3477

    Agora que você se encantou com os origamis, vá em direção ao Jardim Social:

  • 12Templo Sukyo Mahikari
    Templo Sukyo Mahikari

    No Templo Sukyo Mahikari, a saúde, prosperidade e harmonia são os valores da chave para a renovação espiritual pregada pelo Makihari, um novo movimento religioso japonês que tem adeptos no mundo inteiro. Aprecie a imponência desse templo, que consegue misturar traços tradicionais e modernos da arquitetura japonesa, e aproveite para conhecer um pouco mais dessa tradição que conversa com diversas crenças.
    Endereço: Av. Mal. Humberto de Alencar Castelo Branco, 411| Jardim Social |
    Segunda a sexta: 09h às 20h30| Sábados, domingos e feriados: 09h às 18h.

    Final de tarde chegando, siga para:

  • 13Izakaya Hyotan
    Izakaya Hyotan

    Para um happy hour tipicamente japonês o Izakaya Hyotan. O bar abre ás 18h e imita os izakayas (“lugar para sentar e beber saquê”) onde os japoneses se reúnem para beber e comer depois do trabalho. O Izakaya não serve sushis e sashimis (nada cru), são servidos espetinhos variados, bolinho de polvo e guioza, além de uma seleção de saquês.
    Entrando no bar observe os detalhes da decoração, os aromas, a música vão te transportar direto para a terra do sol nascente.
    Endereço: Al. Augusto Stellfeld, 1.281| Centro|
    Terça a sábado: 18h às 23h| Telefone: (41) 3224-1910

  • 14CHō Street Bar
    CHō Street Bar

    Finalize o dia no CHō Street Bar é um bar descolado de comida de rua. Todo decorado como lanternas, espadas, gueixas, lutadores de sumô, carpas, figuras de mangás e animes japoneses, transforma o lugar em uma galeria aberta. O local serve espetinhos e o Bao, um sanduíche feito com pão cozido no vapor e recheio de carne de porco, costela bovina, tsukune ou cogumelos. A casa possui uma cerveja especial e saques.
    Endereço: Rua Comendador Araújo 891 | Batel